obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 12/12 |
NOTÍCIAS
 
Conta de luz sobe 24,73% em S.José e região
São José do Rio Pardo - 04/02/2015

A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, está informando nesta terça-feira, 3, que aprovou reajuste tarifário para a CPFL Leste Paulista, que atende São José do Rio Pardo, Casa Branca, São Sebastião da Grama, Divinolândia, Itobi, Tapiratiba e Caconde. Juntas, as cidades reúnem cerca de 55 mil unidades consumidoras.

A tarifa já começa a valer a partir desta terça-feira, 3, e terá reajuste médio de 24,89%, sendo de 25,30% para consumidores de alta tensão (fábricas e indústrias) e de 24,73% para os de baixa tensão (residências).

O aumento explicado - “Entre os fatores que colaboraram para os reajustes das empresas estão os custos com transmissão e compra de energia e pagamento de encargos setoriais”, informa em nota a Aneel. “Ao calcular o reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada, encargos de transmissão e encargos setoriais”, complementa.

Mais aumento: bandeira vermelha em fevereiro – Além do aumento da tarifa, os consumidores de São José do Rio Pardo, Casa Branca, São Sebastião da Grama, Divinolândia, Itobi, Tapiratiba e Caconde terão um acréscimo de R$ 3,00 em suas contas a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, já que a bandeira tarifária para este mês é a vermelha.

“Pelo sistema de bandeiras tarifárias, que começa a valer este ano, as cores verde, amarela e vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade. Assim, o consumidor poderá identificar qual bandeira do mês e reagir a essa sinalização com o uso consciente da energia elétrica, sem desperdício” informa em nota a Aneel. “Para facilitar essa compreensão, 2013 e 2014 foram anos testes. Em caráter educativo, a Aneel divulgou, mês a mês, as bandeiras tarifárias que estariam em funcionamento nesse período. Além disso, as distribuidoras de energia comunicaram, na conta de energia, a aplicação das bandeiras para suas regiões”, completa a entidade.

Entenda as cores da bandeira tarifária - As cores da bandeira tarifária indicam:
• Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;
• Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos;
• Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração. A tarifa sobre acréscimo de R$ 3,00 para cada 100 kWh consumidos.

 

(Foto: reprodução)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG